Blog Mais Saúde

Aqui no Blog Mais Saúde você encontra sugestões de treino para usar o seu esquipamento Dream Fitness, além de receitas saudáveis e dicas de bem-estar.

Tudo para você viver com muito mais qualidade de vida. Informações que vão trazer muito Mais Saúde para você!

17
Mai

cards12.jpg

 

Fique ligado nas dicas que separamos para você se exercitar em casa com conforto, segurança e garantia de resultados.

 

1 – USE ROUPAS ADEQUADAS
Não é porque você está em casa que pode treinar de qualquer jeito. Escolha roupas leves e confortáveis que não limitem seus movimentos.

Dê muita atenção para o calçado também e escolha um tênis apropriado para a prática que você escolheu. Um dos motivos mais importantes para usar tênis é que ele ameniza o impacto da atividade física nas articulações, principalmente em treinos que fazem você saltar ou flexionar o joelho. O uso do tênis certo evita lesões e contusões.

 

2 – FAÇA TREINOS DO SEU NÍVEL
Faça as aulas de acordo com a sua rotina. Se você levava uma vida sedentária e começou a se exercitar agora, procure a orientação de um profissional e comece aos poucos. Observe seu corpo e respeite seus limites.

 

3 – MONTE UMA ROTINA
Não deixe para fazer os exercícios no tempo que sobra, se não, nunca vai sobrar tempo. Separe um horário do dia e marque na sua agenda como se fosse qualquer outro compromisso. Tenha disciplina e cumpra sempre o horário determinado.

 

4 – ELIMINE AS DISTRAÇÕES
Evite redes sociais, coloque o celular no silencioso e combine com as pessoas que moram com você que, naquele horário, você não poderá ser interrompido.

 

5 – NÃO SE ESQUEÇA DE ALONGAR
Se alongar após treinos de força é importante porque evita o encurtamento muscular e previne dores pós-treino, além de proporcionar um melhor alinhamento corporal.

 

6 – RESPIRE DO JEITO CERTO DURANTE OS EXERCÍCIOS
A respiração correta serve principalmente para auxiliar você a fazer seus exercícios com mais intensidade. Na atividade física, fazemos esforço quando inspiramos (pelo nariz) e vamos soltando o corpo à medida que liberamos a respiração (pela boca).

 

7 – AQUEÇA ANTES DE TREINAR
O aquecimento deixa os músculos mais oxigenados e com maior fluxo sanguíneo, o que garante que você já comece o treinamento com tudo e conquiste um desempenho melhor.

 

8 – HIDRATE-SE!
Antes de começar o treino em casa, tome água. Também deixe uma garrafa de água à mão, pois malhar faz suar e dá sede. O ideal é que você se mantenha hidratado de tal forma que, em nenhum momento do treino, sinta muita sede.
Lembre-se também de beber água depois do treino para se recompor. Água de coco e bebidas isotônicas são bem-vindas no pós-treino para repor sais minerais, principalmente se a malhação foi intensa.

17
Abr
restante1.jpg
 
Praticar atividades físicas faz bem para a saúde em qualquer idade. No entanto, para aqueles que estão próximos ou já chegaram na terceira idade, é fundamental. O exercício físico nessa etapa da vida tem diversos benefícios. A medida em que as pessoas vão envelhecendo, ocorre uma perda significativa de suas capacidades motoras, além da perda de massa muscular e a frequente fraqueza dos ossos.
 
A prática regular de atividades físicas é interessante não só para evitar perda de massa muscular, mas também para gerar uma melhora da circulação, evitar doenças cardiovasculares e diabetes.
 
E engana-se quem pensa que a prática regular de exercícios fazem bem só para o físico. É muito comum as pessoas mais velhas enfrentarem problemas mentais, como a depressão e a ansiedade. Além de amenizar os problemas naturais da idade, esse hábito melhora a disposição, o humor e ajuda a liberar o stress e permite também uma reestruturação psicológica.
 
Mas fique atento:  é indispensável que o idoso consulte um médico antes de dar início à nova rotina. O ideal é fazer um check-up antes de iniciar a atividade física.
 
As principais dicas são:
1. Comece devagar, para depois ir aumentando gradualmente, principalmente se já não pratica exercício físico há muito tempo.
2. Nunca esqueça dos exercícios de aquecimento e de relaxamento no início e no final de cada sessão de ginástica.
3. Mantenha-se hidratado durante qualquer atividade física.
18
Mar

 

 

Os benefícios da atividade física para a saúde física, mental e emocional já estão mais que comprovados. Porém, mesmo assim, algumas pessoas ainda se sentem desanimadas ou cansadas para incluir esse hábito na rotina.

Uma dica importante é organizar-se. Separar ao menos uma hora, três vezes por semana, para exercitar-se. E colocar esse compromisso na agenda como qualquer outro. Dessa forma, fica mais fácil levar a sério e se comprometer.

Outra dica são os sucos energéticos. Existem várias opções totalmente naturais e com diferentes ingredientes, para agradar todo mundo. Esses sucos proporcionam um melhor desempenho para quem pratica atividade física regularmente.

Separamos duas receitas para inspirar você:

Ingredientes
• 1 limão
• 3 maçãs
• 5 cenouras
• 1 pedaço de gengibre
• 2 maços de folhas de salsa
• 250 ml de água

Enquanto a salsa é um estimulante natural, o limão é rico em vitamina C. O gengibre entra com sua propriedade anti-inflamatória e poder de aumentar a circulação do sangue. Todos estes benefícios vão ajudar a te manter com disposição durante a prática das atividades físicas.

Ingredientes
• 1 pepino
• 1 pera
• 3 talos de aipo
• ½ limão
• 250 ml de água

O pepino e o aipo são compostos por mais de 90% de água. Ou seja, são ideais para ajudar na reidratação. Já a pera, além de dar um toque doce ao suco, tem benefícios anti-inflamatórios e antioxidantes. Ela também reduz a dor muscular, as inflamações e os espasmos.

08
Fev

 

 

A procura pela prática de atividade física aumenta no verão. Um detalhe que poucos se dão conta é que exercitar-se nessa estação exige alguns cuidados especiais, devido às altas temperaturas. O clima quente faz organismo produzir mais suor. Ao suar o ser humano perde nutrientes e, com isso, o organismo abaixa a temperatura corporal. Isso compromete o sistema cardiovascular e a capacidade de praticar exercícios, além de provocar transtornos como câimbra, cansaço, tontura e até desmaios.

Algumas atitudes simples podem afastar estes riscos e proporcionar mais conforto e segurança na hora da atividade física:

• Evite realizar exercícios em lugares expostos ao sol entre 10h e 17h;
• Evite se exercitar em ambientes sem ventilação;
• Evite roupas quentes, use roupas leves e que facilitem a transpiração. Ao contrário do que alguns acreditam, vestir roupas quentes para suar mais não irá contribuir para a perda de peso e ainda pode afetar a saúde;
• Beba muita água. No mínimo 300 ml durante os exercícios e cerca de dois litros por dia;
• Frutas possuem bastante líquido, o que ajuda muito na hidratação;
• Faça uma refeição leve antes do treino;
• Monitore a sua pressão. Caso ela se altere, interrompa o exercício imediatamente;
• Caso você sinta algum mal-estar como câimbras, náuseas, tontura, vômito e batimentos cardíacos mais acelerados que o normal, pare os exercícios;
• Em indivíduos hipertensos e com alguma patologia cardíaca, as orientações do médico que o acompanha e de um profissional de Educação Física são extremamente importantes.

 

 

10
Jan

 

Você sabia que beber água durante a atividade física é muito importante para que a desidratação não cause malefícios ao organismo? Isso acontece porque há perdas significativas de água e sais minerais no nosso corpo enquanto nos exercitamos. Durante o exercício, a taxa de transpiração é grande, porém varia. Em média, perde-se de um a dois litros de líquido por hora de exercício, dependendo das condições ambientais de temperatura e umidade relativa do ar.

Além disso, os músculos produzem grande quantidade de calor que deve dissipar-se no ambiente. Quando isso não acontece, a temperatura central do corpo aumenta.
Neste sentido, a transpiração nada mais é do que uma resposta fisiológica que tenta limitar este aumento de temperatura.

Contudo, quando a transpiração não é compensada com a ingestão de líquidos, há um desequilíbrio na regulação da temperatura, que também leva à diminuição do rendimento e ao surgimento de outros problemas para a saúde.

A ingestão de 500 ml de líquido, cerca de duas horas antes do exercício, garante o início da atividade com um nível adequado de hidratação, além de dar tempo suficiente para eliminar o excesso de líquido justamente pela transpiração. Beber água durante o treino também é primordial. Isso porque a ingestão de líquidos deve compensar ou repor a quantidade que está indo embora pela transpiração.

Mas atenção: a reposição hídrica não se faz com volume e sim com a frequência correta de ingestão de líquidos. Portanto, deve-se iniciar a hidratação cedo e de forma regular. Não adianta parar apenas uma vez durante o treino para beber quase meio litro de água.

E não se esqueça:

• Não espere sentir sede para beber água;
• Tome pelo menos dois litros de água ao dia, mesmo quando não estiver praticando exercícios;
• Deixe sempre uma garrafinha na mesa do escritório, na sala de aula ou no carro;
• Observe sempre a cor da urina: quanto mais escura e concentrada, maior é a necessidade de se tomar água;
• Hidrate-se antes, durante e após a atividade física.

29
Nov

Dream---blog-30.11.jpg

 

Você é daqueles que antes da atividade física alonga bem o corpo ou é o que dá uma enrolada e vai direto para o aparelho? Bom, algumas pessoas têm preguiça de fazer os alongamentos antes e depois de se exercitar e acham que não faz diferença. Também existem aqueles que sentem muita dor e acabam largando isso de lado. Mas a verdade é que o alongamento não tem uma, mas várias funções. Tanto no treino, como no dia a dia.

Dentro de uma rotina corrida, é natural pularmos da cama e nos arrumamos correndo para ir ao trabalho. Passamos boa parte do dia sentados em uma cadeira, depois voltamos para casa esgotados, prontos para tomar um banho e pular na cama novamente. Durante o dia não há nenhuma paradinha para dar uma esticada nos músculos do corpo.

Com o passar dos anos nessa rotina, começamos a ficar encurtados e perdemos a flexibilidade. Aí começam a aparecer dores, problemas posturais, tensões e vários outros incômodos. E é então que vemos a importância dos alongamentos, que ajudam a contornar todos esses problemas. Esticando, dobrando e girando o corpo, você promove o relaxamento muscular, que vai agir sobre as tensões e as dores pelo corpo. Além disso, temos a melhora da circulação sanguínea e a diminuição do inchaço de pés e pernas. Alongar-se corrige a postura e promove uma massagem dos órgãos internos, melhorando funções como a digestão e os níveis de açúcar no sangue.

No início, os alongamentos podem até ser chatos e doloridos, mas a prática leva a um conforto muito maior. Durante as execuções, preste atenção à sua postura. Certifique-se de que não está pendendo para nenhum dos lados, que os quadris estejam encaixados, a coluna ereta e os pés posicionados corretamente de acordo com o exercício. A respiração é muito importante para a prática dos alongamentos. Coordene as inspirações e expirações para um movimento mais fluido e um melhor desempenho.

Agora que você já conhece todos os benefícios do alongamento, não vai mais deixar essa etapa para trás quando for fazer a sua atividade física, não é mesmo? Se ainda ficou alguma dúvida sobre as opções de alongamento mais indicadas para a atividade que você faz, não deixe de procurar um profissional qualificado para lhe orientar.

14
Nov

Dream---blog-14.11.jpg

 

O dia 14 de novembro foi escolhido como Dia Nacional do Combate à Diabetes, com objetivo de prevenir e controlar a doença através da alimentação e da prática de atividades físicas. Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil já são cerca de 14 milhões de pessoas com diabetes.

A diabetes é a incapacidade do pâncreas em produzir a quantidade de insulina necessária causando, consequentemente, um aumento anormal do açúcar ou da glicose no sangue. Entre alguns sintomas da doença estão: sede excessiva, rápida perda de peso, fome exagerada, cansaço inexplicável, muita vontade de urinar, má cicatrização, visão embaçada, falta de interesse e de concentração.

Os diabéticos precisam de uma alimentação específica e personalizada. Doces e açúcar refinados devem ser cortados do cardápio porque aumentam a absorção de insulina e a glicemia tende a subir, causando um quadro de hiperglicemia. Já o exercício físico melhora o aproveitamento da glicose pelos músculos, reduzindo muitas vezes as doses dos medicamentos utilizados e ajudando a prevenir problemas associados ao diabetes, como alterações na retina, vasos sanguíneos, nervos, rins e coração.

De forma geral, o recomendável é praticar exercícios de 30 a 60 minutos por dia, de cinco a seis vezes por semana e com intensidade moderada. Dê preferência aos exercícios aeróbicos, que movimentam grandes grupos musculares, como caminhada, corrida, ciclismo e natação. Esses exercícios, além de melhorarem o aproveitamento da glicose, reduzem a chamada gordura visceral que é aquela encontrada ao redor de órgãos como coração, fígado e rins.

Mesmo com todas essas dicas da Dream Fitness, não deixe de buscar orientação de um profissional qualificado. Ele saberá indicar a melhor opção de atividade física e a intensidade que ela deve ter.

 

 

30
Out

Dream---blog-3010.jpg

 

 

Uma alimentação saudável é fundamental no processo de emagrecimento. E, muito além disso, saúde e qualidade de vida estão diretamente ligadas a tudo que ingerimos todos os dias. Porém, a desculpa mais comum para uma alimentação pobre em nutrientes é a praticidade e o sabor. Com a correria do dia a dia, os alimentos industrializados ganharam espaço na rotina dos consumidores. Nesse processo, o paladar vai se acostumando com alimentos artificiais e as opções mais saudáveis vão ficando de lado.

Justamente por isso, separamos uma receita rápida, prática e deliciosa. Bolinha cremosa de frango LOW CARB. Isso mesmo. Uma ótima opção para um lanchinho no meio naquele dia corrido. Com certeza você vai adorar!

• Cozinhe 500g de peito de frango e desfie;
• Tempere a gosto com cebola, alho, pimenta, sal ou qualquer tempero natural da sua preferência;
• Misture o frango desfiado e temperado com um pote de requeijão ligth até formar uma massa bem sequinha e cremosa;
• Pegue essa mistura e faça bolinhas, moldando nas mãos, e passe na farinha de linhaça dourada, cobrindo totalmente as bolinhas;
• Asse no forno a 180 graus por, aproximadamente, 30 minutos.

 

Pronto! Agora é só saborear.

10
Out

 

 

Todo mundo já sabe da importância de praticar atividades físicas regularmente, não é mesmo? Mas nem todo mundo tem afinidade com o ambiente das academias. Nesses casos, a prática de exercícios em casa torna-se uma possibilidade. No entanto, a dúvida se malhar em casa dá resultado também acompanha essa decisão.

Porém, se você é uma pessoa organizada e disciplinada, você pode ter bons efeitos malhando em casa. Iniciar e manter uma rotina de atividades físicas nem sempre é muito fácil. O ideal é ser muito honesto com a própria disposição, condições materiais e objetivos para definir estratégias que garantam a realização periódica dos exercícios.

Por isso, fique atento às oito principais vantagens de praticar atividade física no conforto da sua casa:

  1. Praticidade
    Malhar em casa nos permite a facilidade de poder praticar os exercícios a qualquer hora do dia. Não é preciso depender dos horários de funcionamento de uma academia. Não deu para fazer no sábado? Reponha o treino no domingo. Em uma academia comum isso não seria possível, pois há dias e horários em que estará fechada.

     

  2. Tempo
    Malhar em casa, além de prático, é também mais rápido. Com o foco apenas em poucos exercícios de grande intensidade, você não vai perder seu precioso tempo. Com apenas 15 minutinhos por dia é possível obter ótimos resultados.

     

  3. Privacidade
    Para muitas pessoas, principalmente mulheres, usar roupa colada ou shortinhos gera desconforto e timidez. Na privacidade da sua própria casa é possível usar a roupa que quiser e sem constrangimento.

     

  4. Você não vai mais se comparar com os outros
    Embora as academias sejam um ambiente em que deveríamos focar na nossa saúde, muitas vezes é difícil fugir da comparação entre o seu desempenho e o desempenho da pessoa no aparelho ao lado. Essa competição desnecessária acaba desestimulando os iniciantes, que naturalmente apresentam uma performance inferior. Ao se exercitar em casa, seu único parâmetro de comparação é com você mesmo, focando-se apenas em ser melhor do que ontem.

     

  5. Livre-se das multidões
    Exceto se você frequenta a academia antes das 7h ou depois das 22h, é bem comum encontrar os aparelhos todos ocupados devido à grande movimentação do espaço.

     

  6. Economize tempo
    Mesmo que a academia fique do lado do seu trabalho ou da sua casa, você acaba perdendo tempo para ir até lá, se trocar, tomar banho, se trocar novamente e voltar para casa. Se você já estiver no ambiente em que você faz exercícios, a desculpa de “hoje estou sem tempo” não cola mais: basta calçar o tênis e começar.

     

  7. Distraia-se menos e renda mais
    Você sabe: ficar duas horas na academia não significa que você vai se exercitar por duas horas. Muito desse tempo é perdido indo até a lanchonete, batendo papo com os amigos, fofocando no bebedor, assistindo TV etc. Tudo isso tira o foco do seu exercício e pode levar a um desempenho mais fraco ou mesmo a uma lesão, devido a você não estar prestando atenção suficiente nos seus movimentos. Ao eliminar essas distrações, você estará mais propenso a se concentrar apenas na sua atividade física, executando-a de forma mais correta.

     

  8. Economize um bom dinheiro
    Em tempos de crise, não podemos negar que qualquer economia conta muito na hora de fechar as contas no fim do mês. Se a grana está curta para frequentar a academia, saiba que você não precisa adotar uma vida sedentária. Afinal, exercitar-se em casa é gratuito!

18
Set

 

 

Agora que já sabemos o que comer antes da atividade física, vamos saber um pouco mais do que comer após. Algumas pessoas têm o hábito de ficar sem se alimentar após praticar exercícios acreditando ser essa a melhor forma de atingir o emagrecimento. Porém, fazer escolhas alimentares inteligentes após o treino contribui também para recuperar totalmente a energia muscular e melhorar o desempenho. A refeição pós-treino é uma das mais importantes do dia. É ela que auxiliará diretamente na recuperação rápida e eficiente, ajudando a atingir os objetivos da atividade física.

Em primeiro lugar, hidrate-se! A água é fundamental após a atividade física. Em relação aos alimentos, combine o consumo de carboidratos e proteínas de rápida digestão. Por exemplo: pão e suco, carne magra com batatas, peito de frango com arroz, legumes e suco de frutas etc.

O consumo de antioxidantes também é muito importante após o exercício pois diminuem a ação dos radicais livres, substâncias que danificam células saudáveis. As vitaminas C, E, zinco e selênio estão presentes em frutas como mamão, laranja, acerola e goiaba, bem como em legumes, verduras, castanhas, gérmen de trigo, cereais integrais, peixes e frutos do mar; todos estes alimentos possuem nutrientes antioxidantes.

28
Ago

 

O principal objetivo da prática de exercícios físicos é manter-se saudável e gastar parte das calorias ingeridas no dia. Para isso, é necessário uma boa alimentação antes de treinar. Apesar de parecer contraditório, comer antes de fazer alguma atividade física ajuda na queima de gordura e na preservação da massa magra. No entanto, iniciar um treino com o estômago totalmente cheio pode trazer consequências como indigestão, náuseas e até vômitos. Por isso, fique atento às dicas da Dream Fitness.

Para quem pratica atividade física antes do café da manhã, o ideal é fazer um lanche rápido, de fácil digestão e que ofereça energia suficiente para garantir qualidade e desempenho durante o exercício. Nesses casos, opte por carboidratos de alto índice glicêmico como pão branco, bolo simples, banana, suco de laranja, melancia, mel, granola ou frutas secas. Evite o leite e seus derivados para não haver desconforto gastrointestinal.

Quem vai praticar atividade física após uma refeição deve priorizar o consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico, que demoram mais tempo para serem digeridos e absorvidos. Aposte nas opções integrais, na batata doce ou na salada de frutas acompanhada de cereais. E lembre-se: durante o treino, a hidratação é essencial. Beba bastante água.

05
Ago

 

A prática de exercícios físicos envolve muito mais que estética. Ela é uma grande aliada da saúde. Algumas pesquisas revelam que a prática de exercícios eleva o nível de alguns neurotransmissores no cérebro, responsáveis pelo nosso humor. Além de aumentar a produção de endorfinas, diminui a tensão muscular e baixa o hormônio do estresse. Estas mudanças, na mente e no corpo, podem melhorar a ansiedade, depressão, nervosismo e autoconfiança, melhorando assim o humor.

 

Práticas regulares de exercícios físicos ajudam no controle do peso e podem tratar diversas doenças. Enquanto no passado o doente era proibido de fazer qualquer exercício físico, hoje, sabemos que, para uma pessoa que sofreu com alguma doença do coração, por exemplo, é fundamental que o exercício físico faça parte do tratamento. O exercício físico também torna o organismo mais forte e capaz de responder melhor a infecções.

 

A prática de exercícios físicos é benéfica e recomendada em todas as idades. Até mesmo a caminhada, que é uma atividade mais leve, traz melhorias não somente estéticas, como de condicionamento para o praticante. Além disso, os exercícios físicos podem ser agradáveis. Assim, ele também auxilia a melhorar a sensação de bem-estar, podendo até mesmo ser utilizado como uma alternativa importante no tratamento de quadros de depressão e também na melhora da autoestima. Além de melhorar o sono, o exercício físico ajuda no controle da ansiedade e do estresse.

E tem mais, com a Dream Fitness você pode cuidar da sua saúde praticando exercícios no conforto e segurança da sua casa! Por isso, aproveite o Dia Nacional da Saúde e conheça a Dream Fitnes.

10
Jul
 
 
 
Já estão claros os benefícios que a atividade física trazem à nossa saúde, não é mesmo? Controle do peso, redução da glicemia, prevenção de doenças cardiovasculares e osteoporose são apenas alguns exemplos. 
 
Enquanto muitas pessoas optam por estar na academia ou contratar um personal trainer, outras preferem treinar sozinhas. Não há problemas nisso, desde que haja alguns cuidados importantes para evitar lesões e não prejudicar a saúde. 
 
1. Avalie a sua saúde
 
Antes de começar qualquer atividade, é importante ir ao médico para avaliar a saúde e identificar problemas nas articulações ou doenças como pressão alta e diabetes. Se o diagnóstico de algum desses problemas for positivo, o ideal é que o exercício seja supervisionado por um profissional, que irá indicar o tipo e a intensidade do treino adequados de acordo com o estado de saúde e objetivos de cada um. Se você, ainda assim, for resistente a academias e preferir o conforto da sua casa para se exercitar, o personal trainer é uma ótima opção. 
 
2. Escolher roupas e sapatos adequados
 
Escolha roupas leves e confortáveis para se exercitar, que permitam a livre movimentação dos membros e articulações e a evaporação do suor, importante para manter uma temperatura corporal adequada.
 
O calçado deve ser escolhido de acordo com a atividade praticada. Independentemente disso, deve ser leve e com amortecedores. 
 
3. Aquecer e desaquecer
 
Fazer um aquecimento antes de iniciar o treino é importante para preparar os músculos para uma atividade mais intensa, evitando lesões e aumentando o rendimento do treino. O aquecimento deve durar entre 5 e 10 minutos. 
 
O alongamento também é fundamental para diminuir as cãibras e a dor após o exercício. Alongue todo o corpo, especialmente braços, pernas, ombros e pescoço.
 
4. Intensidade, tempo e frequência dos treinos
 
É importante que nos primeiros dias a atividade seja de intensidade leve. Depois você pode ir aumentando gradualmente, de acordo com o ganho de resistência. Além disso, inicialmente os treinos devem durar cerca de 20 a 30 minutos, ser praticados três vezes por semana e em dias alternados, para que o músculo tenha tempo de se recuperar. 
 
5. Postura
 
Estar atento à postura ajuda a evitar lesões principalmente nos tornozelos e joelhos. Também é importante manter a coluna reta. Na corrida e na caminhada, dê a passada tocando o solo com o calcanhar e fazendo a movimentação do pé em direção ao dedos, enquanto as costas devem estar eretas, mas levemente inclinadas para a frente.
 
6. Estar atento à dor
 
Estar atento à dor é importante para evitar lesões graves. Se você sentir qualquer desconforto, diminua o ritmo dos exercícios e observe se a dor passa. Caso não tenha alívio, suspenda a atividade e procure o médico para avaliar se houve alguma lesão. Além disso, tenha atenção ao ritmo cardíaco e respiratório, e em casos de falta de fôlego ou palpitações cardíacas muito fortes, o recomendado é parar a atividade. Alguns aplicativos para celular têm a tecnologia de avaliar os batimentos cardíacos e dar dicas para manter o treino regular. São boas alternativas para auxiliar uma boa prática de exercícios.
15
Jun

Juntamente com as temperaturas mais baixas e roupas mais pesadas, o inverno traz uma vasta opção de frutas típicas da estação para manter a alimentação saudável. Figo, romã, uva e abacate são algumas delas. Todas essas frutas possuem vitaminas e minerais variados que ajudam no metabolismo, rebatem os danos da oxidação naturalmente provocada pelo exercício e facilitam a cicatrização de lesões e recuperação de tecidos.

Para entender melhor como algumas frutas típicas do inverno podem ajudar a melhorar o desempenho esportivo, preparamos uma pequena lista:

FIGO - Rica em carboidratos. Ajuda a dar energia para treinar, estimula a queima de gordura e também ajuda a recuperar mais rápido a massa muscular.

MAÇÃ – O ácido ursulcólico, componente presente na casca, reduz o desgaste muscular e ainda colabora para o crescimento dos músculos.

UVA e UVA PASSA – A uva previne câimbras pois é rica em potássio e energia.

ROMÃ - Riquíssima em antioxidantes que combatem os radicais livres. Os ácidos gálico, elágico e protocatequínico são os responsáveis pelos efeitos da fruta, cada vez mais estudados.

ABACATE - Riquíssimo em glutationa, um poderoso antioxidante. O abacate também sacia e fornece muita gordura boa, que tem ação anti-inflamatória.

 

12
Dez

O início do ano é a época em que a maioria das pessoas está de férias, seja da escola, faculdade, ou do trabalho. Por isso, muitos acabam tirando férias também dos treinos. Evite fazer isso e aproveite as horas livres no dia para se dedicar mais e intensificar os treinos, sem estragar os resultados que foram conquistados ao longo do ano. Para aqueles que ainda não treinam, esse é um bom momento de começar e tirar do papel os planos de ano novo. Para isso, separamos algumas dicas que podem ajudar:

Mantenha a rotina
Mesmo estando de férias, procure manter o mesmo horário para dormir e acordar. Se você tiver muito tempo livre, aproveite para treinar em algum horário que goste e geralmente não é possível. A parte da manhã é uma boa opção, pois nos sentimos mais dispostos e ainda deixamos o restante do dia livre.

Cuide da alimentação
A rotina de trabalho e aulas pode ser longa e exaustiva, o que dificulta os cuidados com a alimentação e facilita o consumo de comidas rápidas, gordurosas e com baixo valor nutricional. Aproveite o tempo em casa para preparar alimentos mais saudáveis e não arruinar a dieta. Aqui no blog e no Facebook da Dream você encontra várias dicas de receitas saudáveis para preparar.

Chame uma companhia
Chame amigos e famílias para treinar com você. Assim, vocês aproveitam para executar exercícios físicos e ainda passar um tempo juntos.

Mude seu treino
Para uma melhor evolução, é importante estar sempre renovando os exercícios e o tempo dos treinos. Consulte seu médico ou educador físico e peça uma rotina de atividades diferentes. Com treino novo você se anima mais e ainda melhora a condição física.

© Dream Fitness 2016 - Todos os direitos reservados.
Rua São João, 255 - Santa Fé - Sapiranga / RS - Telefone: 51 3529.6490
Desenvolvido por Index One.